Voltar

Blog

Estudos

Links

Contato

Fale conosco

 

Objetivo e Política de Uso

 

                    Atender aos visitantes oferecendo o que de mais importante possuímos "A Mensagem do Evangelho do Reino" e disponibilizar Estudos Bíblicos para aqueles que desejam conhecer a verdade de Deus através do estudo da Sua Palavra.

                    Jesus disse: "...e conhecereis a verdade, a verdade vos libertará" (Jo 8.32). Talvez esse seja um dos textos mais explorado no Mundo Religioso, no entanto, muitos se esquecem de que o aprendizado é adquirido através da persistência e da busca sem parcialidade.

                    O verdadeiro aprendizado é como uma escada, cujo topo só será alcançado na ressurreição. Paulo diz: "...porque, em parte conhecemos, e em parte profetizamos; mas, quando vier o que é perfeito, então o que é em parte será aniquilado" (1 Co 13.9,10).

                   Infelizmente muitos se estacionam no primeiro degrau dessa longa escada, e, imaginando terem alcançado tudo, não se preocupam em continuar a busca pela verdade para serem libertos.

                  Jesus falava com os judeus, homens de elevado grau de conhecimento e de uma cultura invejável, no entanto, o Mestre os adverte da necessidade de conhecer mais. Era necessário que eles se tornassem Seus discípulos, ou seja, tinham que começar da base, porque, com todo aquele conhecimento, não tinham galgado sequer o segundo degrau.

                    Tornar-se um discípulo é se tornar um aprendiz. Trata-se de um processo, portanto, antes de se tornar um aprendiz, é preciso interesse e força de vontade.

                    Diante dos fatos analisados neste contexto, observamos que o aprendizado depende de humildade. O ser humano nem sempre está disposto a descer. Começar da base exige renúncias, por outro lado, abrir mão de certas coisas que já possuímos depende conhecimento, para saber se o que vamos receber em troca vale a pena.

                    Os judeus rejeitaram o verdadeiro conhecimento pela dureza de seus corações. Paulo diz: "Pois quê? O que Israel buscava, isso não o alcançou; mas os eleitos alcançaram; e os outros foram endurecidos" (Rm 11.7.

                    A arrogância e ostentação fez com que perdessem a boa nova do Messias. Como não o aceitaram nem julgaram-no digno da sua lealdade, o Messias também os rejeitou, mas voltará a se compadecer de Israel no dia de Sua volta gloriosa para reinar sobre eles, porque o endurecimento veio em parte sobre Israel, até que a plenitude dos gentios haja entrado, como disse o apóstolo: "e assim todo o Israel será salvo, como está escrito: Virá de Sião o Libertador, e desviará de Jacó as impiedades" (Rm 11.25,26).

                  Portanto, prezado amigo visitante, não rejeite a mensagem que apresentamos através de nossos estudos antes de conhecê-la em sua totalidade. Não faça como aqueles que, pensando ter alcançado tudo, rejeita outras opiniões, simplesmente por elas não estarem de acordo com o que já conhecem. Se tiver interesse, entre em contato conosco e solicite maiores esclarecimentos. Estaremos à disposição para atendê-lo em tudo que estiver ao nosso alcance.

Agradecemos

É vetada a reprodução total ou parcial para uso comercial, divulgação na Internet, ou em qualquer outro Meio de Comunicação. Para uso pessoal, a reprodução só é permitida com autorização prévia e acompanhada de citação da fonte. As músicas do Hinário Grande Júbilo, bem como suas partituras e letras, possuem registro de direitos autorais, portanto, para divulgação em qualquer um dos meios de divulgação citados acima é necessários autorização dos Autores.

Para mais informações, clique aqui