A Existência de Deus

Texto básico: Êxodo 20:1-8.

Ora, sem fé é impossível agradar-lhe; porque é necessário que aquele que se aproxima de Deus creia que ele existe, e que é galardoador dos que o buscam. Hebreus 11:6.

INTRODUÇÃO

Na Bíblia há capítulos inteiros dedicados a assuntos específicos, como a segunda vinda de Cristo (1 Tessalonicenses 4; Mateus 25, etc.), o sacrifício de Cristo (Isaías 53), a ressurreição (1 Coríntios 15), a fé (Hebreus 11), o amor (1 Coríntios 13) e os atributos de Deus (Salmos 139). Mas não existem capítulos, no entanto, que são inteiramente devotados a provar que Deus existe. Os autores das Escrituras reconheceram a existência de Deus como um fato tão evidente em si mesmo que não requer provas. A existência de Deus é assumida pela Bíblia como uma verdade, e a crença em Sua existência é encontrada em todas as nações.

QUESTIONÁRIO

1. Quem é Deus conforme a Bíblia?

O criador de todo o Universo, o Pai, que é a Deidade única, eterna e suprema. Ele é infinito em Sua sabedoria, amor e poder; o Criador e Mantenedor de todas as coisas; o único ser existente que deve receber adoração. (Gênesis 1:1-31; Isaías 40:28; Mateus 6:6; 1 João 4:16; Êxodo 20:3-7; Lucas 4:8; João 4:24)

2. Como Deus tem se revelado?

– Na natureza: Os homens podem aprender alguns fatos sobre Deus pela observância das coisas que Ele criou. Num certo grau, a criatura revela o Criador. (Romanos 1:20; Atos 14:15-17).

– Na consciência humana: Deus tem Se revelado como Legislador moral e santo Juiz pela consciência do homem. Paulo disse: “Porque, quando os gentios, que não têm lei, fazem naturalmente as coisas que são da lei, não tendo eles lei, para si mesmos são lei, os quais mostram a obra da lei escrita no seu coração, testificando juntamente a sua consciência e os seus pensamentos, quer acusando-os, quer defendendo-os” (Romanos 2:14 e 15).

– No Juízo providencial: Depois, Deus tem Se revelado para a humanidade através de Seu trabalho providencial na história das nações. Os juízos divinos históricos – o dilúvio (Gênesis 6,7 e 8), dispersão das nações da Torre de Babel (Gênesis 11), destruição de Sodoma e Gomorra (Gênesis 18 e 19), as pragas sobre o Egito (Êxodo 7-12), o cativeiro de Israel, etc.

– No Filho: A Bíblia registra a revelação que Deus faz de Si mesmo através do Seu Filho unigênito, Jesus Cristo. Em sua vida imaculada, Jesus refletiu o caráter santo de Deus. Em Seus ensinos e milagres, Jesus revelou a vontade de Deus e a Sua mensagem para o homem. Em Sua morte sacrificial, Jesus revelou o amor infinito de Deus e a providência para a salvação. Em sua gloriosa ressurreição para a imortalidade, Jesus revelou o poder infinito de Deus e a promessa da futura ressurreição para os crentes. (Hebreus 1:1 e 2; João 14:8-11)
– Nos Milagres: A autorrevelação de Deus para a humanidade através de eventos sobrenaturais constitui uma indicação adicional de Sua existência. O cumprimento de incontáveis profecias bíblicas com detalhes minuciosos prova a existência de alguém que previu esses eventos (Isaías 45:21; 46:9-11). Milagres que ocorreram na história e foram registrados na Bíblia somente podem ser explicados de forma satisfatória como obra do poder sobrenatural de Deus. O testemunho de pessoas que têm experimentado milagres e notáveis transformações indica a obra sobrenatural de Deus. Assim como se assegura a existência do sol a um homem cego pelo calor de seu brilho, os cristãos asseguram a existência de Deus pelo efeito transformador do Seu poder nas suas vidas. (Lucas 1:37)

3. Deus não é uma pessoa.

Deus é uma pessoa viva. Ele possui vida, autoexistência e caráter. A Bíblia prova que Deus é uma pessoa revelando características da personalidade. Deus tem a habilidade de pensar, sentir e escolher. Ele vê, ouve, sabe, fala, ama, deseja e trabalha. Um relacionamento pessoal entre Deus e o homem torna-se possível porque Deus é uma pessoa, e o homem foi criado à Sua imagem. Quando o crente ora, ele sabe que Deus o vê, vai ouvir e responder. A salvação é o processo mediante o qual os pecadores são conduzidos a um relacionamento redentor com esta pessoa divina através da obra mediadora de Jesus Cristo. (Salmos 115:2-9; Jeremias 10:10; 29:11; Isaías 59:1 ee 2; João 14 e 6; I Timóteo 4:10)

CONCLUSÃO

A Bíblia ensina corretamente que existe apenas um Deus, o Pai, que é um em essência e pessoa (João 17:3), por isso é importante que seus filhos O conheçam e se relacionem com Ele.

Estudo em Vídeo Estudo em Áudio Download PDF

ULTIMOS POSTS

Onde Estamos

R. Frederico Fromhols, 61 - Atuba, Colombo - PR, 83408-390 Telefone:(41) 333 8890 Email:contato@idsd.com Web:www.idsd.com.br

Sobre a Igreja de Deus

A Igreja de Deus do Sétimo Dia prega o verdadeiro Evangelho do Reino de Deus. Tem a bíblia como única regra de fé e Jesus Cristo, filho de Deus, como nosso mediador.

Leave a Comment